Topo
Ageless

Ageless

Categorias

Histórico

Mulheres ageless: ela emagreceu 40 quilos e virou atleta depois dos 40 anos

Silvia Ruiz

16/08/2019 04h00

Crédito: Arquivo Pessoal

Um dos assuntos que mais rendem perguntas no meu perfil no Instagram (me siga lá também @silviaruizmanga) é sobre ganho de peso depois dos 40 (e da dificuldade de perder os quilos extra depois dessa idade também). Sim, de fato nosso metabolismo cai muito a cada ano após uma certa idade, já falei por aqui dos motivos que fazem a gente engordar e como combater.

Por isso mesmo achei a história da jornalista gaúcha Rita Kroth, 46 anos, inspiradora por mostrar que, sim, é possível dar uma virada no estilo de vida depois dos 40 (e inclusive perder gordura e mudar o corpo). Dá trabalho, claro, exige muito mais persistência e consistência do que aos 20 ou 30, mas é totalmente possível. Ela perdeu 40 quilos, ganhou massa magra digna de atleta, virou competidora de crossfit e ainda voltou para a faculdade para estudar nutrição, inspirada pela mudança que conseguiu fazer na vida.

Nas fotos o que a gente vê é uma mulher quase irreconhecível. Mas, mais do que essa transformação externa que, entendo, muita gente quer ter também, a Rita ganhou de volta a saúde que já estava debilitada pelo excesso de gordura e vida sedentária. É claro que nem todo mundo almeja se tornar atleta como ela ou ter um corpo sarado. Não é sobre isso! Estamos falando da possibilidade de fazer uma transformação de saúde e de qualidade vida a qualquer tempo, independente da idade e dentro da realidade de cada um! Bati um papo sobre esse processo com ela:

A virada de chave

"Eu passei a vida num vai e vem de dietas e efeito sanfona. Até que cheguei aos 100 kg. Aos 40 procurei nutricionistas que me passaram dieta low fat (baixa em gordura) e consegui emagrecer 20 quilos, mas levou mais de três anos para isso, pois eu passava muita fome e furava demais a dieta. Ainda estava obesa, tive uma gravidez e no dia da festa de aniversário de 1 ano da minha filha, regada a muita pizza e chocolate, meu pai faleceu nos meus braços. Ele sofria de esteatose hepática (excesso de gordura no fígado) e síndrome metabólica. Aquilo foi um trauma muito grande, foi um grande sinal de alerta para mim. Aos 43 anos eu também já estava com esteatose e tinha duas crianças para criar. Foi daí que veio minha motivação."

Dieta low carb e Jejum Intermitente

"Pesquisando nas redes sobre dieta acabei descobrindo sobre dieta low carb e percebi que era exatamente o oposto do que eu vinha fazendo com a low fat. Eu era completamente ignorante sobre dietas e achava que barrinha de cereal, comidas industrializadas 'fit' eram boas, mas gorduras naturais eram ruins. Parei tudo que estava fazendo, estudei muito e passei a mudar a alimentação para low carb e depois a dieta cetogênica (modalidade que reduz drasticamente os carboidratos e é baseada em proteínas e gorduras boas). Também estudei sobre jejum intermitente e comecei a praticar regularmente. Primeiro cortei pão, depois farinhas e todo o açúcar e meu peso começou a cair muito rápido. Em quatro meses perdi 20 quilos e cheguei a 56 quilos. Hoje mantenho a rotina e faço jejum regularmente, sigo fazendo low carb. Mas abro exceções, tomo um vinho de vez em quando, por exemplo (no período de emagrecimento cortei totalmente o álcool)."

Musculação e crossfit

Assim que emagreci vi que estava também sem massa magra nenhuma. Foi então que resolvi pegar pesado na musculação. Procurei uma nutricionista para me orientar no sentido de ganhar músculos, mas também nunca deixei de pesquisar por mim mesma. Cheguei num corpo que jamais imaginei que poderia ter, no melhor que já tive na vida! Mas nunca fui fã da musculação, achava enfadonho, então descobri o crossfit. Entrei de cabeça e me senti muito mais estimulada a treinar forte porque temos um time, isso motiva. Passei meu aniversário de 46 anos num campeonato de crossfit, chorei muito no final quando vi onde eu tinha chegado. Hoje me exercito de 4 a 5 vezes por semana."

Mudança de pensamento

"Sempre que a gente faz dieta, fica pensando só no resultado. O que mudou para mim foi que descobri que o grande barato é o processo. Me apaixonei pelo processo da dieta low carb, de aprender, entender sobre o assunto. Tive prazer na caminhada e isso me ajudou a não abandonar mais o caminho. Perdi até amigos que não entendiam mais meu novo estilo de vida. Mas faz parte, a gente quando faz uma mudança radical na vida, precisa rever até as companhias."

Beleza

"Não sou muito ligada em maquiagem, tratamentos, essas coisas. Fiz botox anos atrás e não gostei do resultado. Somente há pouco tempo fiz um tratamento de microagulhamento para a pele do rosto. Também assumi meus cabelos brancos, porque não quero que nada me escravize, nem o salão. Muita gente acha que fiz cirurgia plástica porque emagreci bastante e não fiquei flácida. Mas eu ganhei uma quantidade grande de músculo que me deixou firme. Não precisei retirar excesso de pele."

Sobre Autora

Silvia Ruiz é jornalista e trabalha com comunicação digital e PR. Durante mais de 15 anos atuou na cobertura de saúde, bem-estar e estilo de vida. É apaixonada por alimentação natural, meditação e práticas holísticas. Mãe do Tom, do Gabriel e da Myra, tem bem mais de 40 anos e está tentando aprender a viver bem na própria pele em qualquer idade.

Sobre o blog

O que é envelhecer hoje? Este é um espaço com informações para a geração que tem mais de 40 e não abre mão de viver uma vida plena e, principalmente, saudável, independentemente da idade. Aqui não falamos em “anti-aging”, e, sim, em “healthy aging”. Dicas de alimentação, beleza, atividade física, carreira e estilo de vida para quem busca ser “ageless”.